Zezé Di Camargo abre as portas da sua fazenda

54 Views

Cercado por vacas da raça nelore, uma dada por Zilu Godoi, 55 anos, e outra que ganhou de Luciano, 42, Zezé Di Camargo, 53, ri e brinca: “Olhe só como elas são lindas!” E elas parecem corresponder à atenção. “Uma de minhas vacas, a Marani, já teve um faturamento de mais de 5 milhões de reais”, diz. Em dado momento, olha sério para o horizonte, esquece um pouco o que acontece a seu redor, na Fazenda É o Amor, a 260 quilômetros de Goiânia, na cidade de Araguapaz. O lugar é gigantesco e deslumbrante, 1.200 hectares. “Eu confesso que não tenho muitas lembranças boas do trabalho no sítio (risos)! Peguei trauma de agricultura, comíamos com meu pai na roça. Ele nos fazia penar, limpávamos pragas do arroz na mão, tampávamos os buracos na terra quando ele plantava feijão. Eu queria morrer! Graças a Deus troquei as plantas pelos bichos”, conta. Em menos de dez anos de investimento, Zezé se tornou um dos maiores produtores de gado de elite do país e tem no rebanho animais que ultrapassam o valor de 1 milhão de reais.

Mudanças. Eis que elas aparecem novamente na vida de Zezé. Separado oficialmente desde o ano passado de Zilu, agora tem a seu lado a namorada, a jornalista Graciele Lacerda, 35. Ela ainda não conhece a fazenda. “Aqui foi feito por mim e pela minha família, não que a Graciele não seja bem-vinda, mas acho que tudo tem um momento certo. É um canto nosso e ela respeita”, conta o cantor. Ela aproveita que ele está na fazenda para visitar os pais em Vitória, no Espírito Santo. Zezé não quer causar nada, em suas próprias palavras. “A minha intenção não é causar nada, nenhum mal-estar e peço para ele não me levar”, conta Graciele em uma conversa posterior. “Eu tenho um respeito grande por esse lado que o Zezé tem, de valorizar a família. Nós temos tantos outros lugares para curtir, isso é o de menos, não atrapalha em nada o nosso relacionamento.”

5 MILHÕES DE REAIS

A fazenda foi adquirida em 1993. Era um sonho. Quando criança, imaginava que quem tinha uma fazendinha e 40 cabeças de gado era alguém muito rico. Bom, hoje tem 1,5 mil cabeças e, em menos de dez anos de investimento focado na seleção e na qualidade genética do gado, possui 750 animais de elite, adquiridos dos melhores criadores de nelore. Mas ele faz questão de manter um antigo carro de boi da família do lado da sede. Para cuidar dos negócios e do plantel, tem 17 funcionários, sendo alguns parentes de Zilu. Ele consegue vir uma ou duas vezes por ano à fazenda, que só não foi construída em sua cidade natal, em Pirenópolis, porque as terras por lá não são boas para gado.

Já quem aproveita é seu Franscisco, 77, que sempre vem ao encontro do filho na fazenda. “O lugar é tão lindo que eu acordo mais cedo só para ficar à toa. O Zezé não gosta muito de pescar aqui, prefere ir ao Pantanal, mas eu sempre pego uns peixes pintados que são uma beleza! Lembro quando dormimos na fazenda pela primeira vez, era um monte de mosquito picando a gente. Mas valeu a pena, vendo tudo o que meu filho construiu até agora”, diz o pai orgulhoso.

Mas o papo acaba voltando para o amor. “Estou vivendo um momento muito especial no meu relacionamento, estou bastante feliz ao lado dela”, diz Zezé. Digita seu acordeon Scandalli, diz que já tocou melhor, lamenta ter se desfeito dos dados pelo pai, na infância. “Sim, eu acho que estou recomeçando a vida. Estava caminhando para um lado e, agora, com a Graciele, fui para um outro momento. Estou muito feliz ao lado dela. Mudanças são muito positivas, estou vivendo algo que não tive na minha adolescência: posso namorar bastante sem preocupação”, reflete. Pensando nisso, novos relacionamentos acabam mudando desde coisas simples do cotidiano, como quem deixa a tampa da pasta de dente aberta, quem deixa a toalha molhada em cima da cama, até posturas quanto à vida. Ou não… “Na verdade não mudou nada, não, porque eu sempre fui muito organizado e ela também é, então deu muito certo (risos). Mas não é isso que me conquista. O que mais me chama a atenção nela é a humildade.”

BESTEIRINHAS POR TELEFONE

Realmente, Zezé não consegue disfarçar o brilho no olhar ao falar dela. “Não é um relacionamento que muda a pessoa”, ele acredita. “Não vou dizer que estou com ela porque outra pessoa não tinha isso ou aquilo, porque não é. Ou que estou mais seguro de mim, pois continuo o mesmo. Estou com a Gra porque ela me faz bem. Ela não mudou nada na minha personalidade – ela mudou no meu coração. O certo é que o casal siga crescendo junto, melhorando junto e é o que a gente faz. Mas, a cada dia, eu descubro coisas da Gra que me fascinam. Não vou dizer quais são as coisas boas da Gra, para não entregar o ouro (risos). Só posso dizer que ela é maravilhosa!”, diz em uma bela declaração.

Eles não costumam ficar mais do que dez dias separados. “A distância aguça mais o nosso amor, dá saudade e isso é muito bom, em todos os sentidos”, conta Graciele. Quando falta pouco tempo para nos reencontramos, a gente gosta de falar umas besteirinhas por telefone (risos). Estou tranquila quanto ao ritmo das coisas, vivemos o momento. Não sei quanto a casar, mas é lógico que no futuro pretendemos morar juntos, sim. Ele já está procurando um lugar para comprar, um cantinho dele e, provavelmente, meu também. Nós dois não descartamos nada, nem filhos, mas acho que tudo tem seu tempo”, afirma. Zezé completa. “A gente não parou para pensar nessas coisas. Por enquanto, só queremos namorar e deixar as coisas acontecerem conforme devem acontecer.”

Fonte : Viola Show

What's Happening Recommended by Hashcore

Compartilhe com os amigos :
carregando...

Deixe um comentário: