Gerente de restaurante oferece bananas a negros e vai preso

46 Views

O gerente do restaurante Garota da Tijuca, na Zona Norte do Rio, foi preso em flagrante por injúria racial, na sexta-feira (20). Ascendino Correia Leal teria oferecido bananas a três entregadores de bebidas negros como “homenagem” ao feriado da Consciência Negra. As vítimas acionaram a polícia e o gerente foi levado para a 19ª DP (Tijuca).

Leonardo Valentim, motorista do caminhão que entregava bebida no bar, contou que ele e os dois entregadores estavam fazendo uma entrega no estabelecimento. “Ele foi em cada um de nós e ofereceu as bananas e disse que era em homenagem ao Dia da Consciência Negra. E ainda completou que ‘é uma para cada um que vocês, que são todos da mesma raça”, disse Leonardo.

Entregador de bebidas exibe banana que teria recebido do gerente do bar Garota da Tijuca (Foto: Leonardo Valentim/ Arquivo pessoal)Entregador de bebidas exibe banana que teria recebido do gerente do bar Garota da Tijuca (Foto: Leonardo Valentim/ Arquivo pessoal)

Segundo o delegado-titular da unidade, os depoimentos apontam que Ascendino acreditou estar fazendo uma brincadeira. “De mau gosto”, acrescentou Celso Gustavo Castello Ribeiro.

William Dias Delfim, outra vítima, afirmou em depoimento que o gerente tentou desfazer o constrangimento e entrou no restaurante rindo. No entanto, Leonardo teria discutido com o gerente pelo ocorrido e chamado a Polícia Militar.

Ascendino pagou fiança de R$ 800 e foi liberado no mesmo dia. Ele pode pegar de um a três anos de prisão e mais multa. O gerente no Bar Garota da Tijuca não foi trabalhar nesta segunda-feira. Ele está licenciado desde o episódio. No registro de ocorrência, os dois entregadores afirmaram que não conheciam o gerente.

Direção repudia ato de gerente
A direção do grupo Garotas, dona do restaurante na Tijuca, Zona Norte, divulgou nota informando que a atitude do gerente do estabelecimento foi independente.

Os responsáveis pelos restaurantes informam ainda que repudiam qualquer tipo de discriminação e pedem desculpas aos clientes e fornecedores informando que esse tipo de ato não irá se repetir.

O comunicado diz que medidas serão tomadas. A empresa atua no mercado há mais de 60 anos, com mais 600 funcionários e casos como esse são inadmissíveis, diz a nota.

Leonardo afirma que relembrar o caso faz mal a ele e que chegou a pensar em agredir o homem, mas pensou melhor e viu que isso iria transformar o autor em vítima.

“A gente vê isso acontecendo pela TV, com jogadores de futebol, e até com artistas, como a Taís Araújo, e não imagina que uma coisa dessas vai acontecer com a gente”, afirma Leonardo.

Segundo registro de ocorrência, gerente ofereceu bananas em 'homenagem' do Dia da Consciência Negra (Foto: Marcelo Elizardo/ G1)Segundo registro de ocorrência, gerente ofereceu bananas em ‘homenagem’ do Dia da Consciência Negra (Foto: Marcelo Elizardo/ G1)

 

What's Happening Recommended by Hashcore

Compartilhe com os amigos :
carregando...

Deixe um comentário: