Menina de 14 anos é obrigada a ter relações íntimas com 110 homens em 22 horas após ser vendida a traficante

45 Views

Uma britânica vendida para um traficante sexual quando adolescente, aos 14 anos de idade, contou seu drama ao ser obrigada a ter relações íntimas com 110 homens em 22 horas.

Megan Stephens (nome fictício), de 25 anos, estava hospedada em um resort na Grécia quando em férias com sua mãe.

Foi lá que ela se apaixonou por um albanês chamado Jak, e pensou que ele sentia o mesmo. A mãe da jovem a deixou ficar em Atenas com o namorado e pegou um voo para casa.

Mas como nenhuma delas poderia imaginar, o homem vendeu Megan a um traficante sexual chamado Leon, e a garota foi condenada a trabalhar em bordéis e nas ruas. Ela contou ter sido forçada a ter relações com 110 homens em 22 horas.

Menina de 14 anos é obrigada a ter relações íntimas com 110 homens após ser vendida a traficante

Megan Stephens (nome fictício), de 14 anos, foi obrigada a ter relações íntimas com 110 homens em 22 horas após ser vendida a traficante sexual chamado Leon. Foto: Alamy

A jovem conseguiu fugir depois de algum tempo sendo escrava sexual, e teve que ser hospitalizada e seccionada após uma tentativa de suicídio.

Foto: Harper Collins

Foto: Harper Collins

Agora ela vive no Reino Unido com um companheiro e espera um bebê, mas tem medo de a quadrilha descobrir seu paradeiro e fazer mal a ela e/ou a sua família.

Em um livro de memórias chamado “Bought & Sold” (“Comprada e Vendida”, em tradução), Megan, que se culpa por não ter agido de forma diferente para interromper seu sofrimento, conta sobre sua experiência angustiante.

Dias depois de permanecer em Atenas ela foi convencida pelo namorado de que sua mãe estava com câncer e que ela deveria trabalhar em um bar, de top less, para ajudar a pagar o tratamento.

Dessa forma ela foi persuadida, enquanto acreditava ser uma heroína ao “salvar a vida” da própria mãe. Assim começou o calvário de Megan.

Fonte: Metro

What's Happening Recommended by Hashcore

Compartilhe com os amigos :
carregando...

Deixe um comentário: