Marcelo Rezende é acusado pelo Ministério Público Federal por …

80 Views
Marcelo Rezende

Marcelo Rezende apresenta o “Cidade Alerta”

A Record começou 2016 na mira do Ministério Público Federal de São Paulo. Isso porque uma cobertura feita pela emissora no ano passado pode se transformar em caso de justiça.

Segundo Maurício Stycer, do UOL, o órgão considera que Marcelo Rezende se posicionou de forma hostil e incitou à violência durante a transmissão de uma perseguição policial que terminou com um agente da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) atirando em dois homens.

A cena foi registrada pelo “Cidade Alerta” e o “Brasil Urgente”, comandado por José Luiz Datena na Band.

O procurador Pedro Antonio de Oliveira Machado quer que o canal de Edir Macedo se retrate e informe, durante dois dias, que não concorda com a posição de seu contratado. A mensagem precisa ser veiculada no mesmo horário do policialesco.

O Ministério Público afirma que a Record, ao autorizar a cobertura, assumiu a responsabilidade pelo que foi exibido, acusação rejeitada pela emissora, que argumenta que não tinha como prever o desfecho da ação.

Procurada pelo RD1, a assessoria de imprensa do canal informou que não comentará o assunto.

Confira a cena:

What's Happening Recommended by Hashcore

Compartilhe com os amigos :
carregando...

Deixe um comentário: