Para ouvir , dê o play acima :) Escola Raul Brasil em Suzano, onde ocorreu massacre em 2019, é hoje uma das mais modernas do país – #SRS

Escola Raul Brasil em Suzano, onde ocorreu massacre em 2019, é hoje uma das mais modernas do país

A Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, tornou-se assunto em todo o país no dia 13 de março de 2019, após os atiradores Luiz Henrique de Castro e Guilherme Tucci Monteiro invadirem o local e abrirem fogo contra estudantes e funcionários. Dez pessoas foram mortas no massacre.

O tempo passou e a Escola Raul Brasil passou por uma grande modificação, iniciada em outubro. O colégio foi totalmente reformado e quando as aulas forem retomadas os alunos terão uma grande surpresa com o que vão encontrar pela frente.

O Raul Brasil tinha cara de escola pública, com portões, grades e uma arquitetura comum aos colégios estaduais de São Paulo. Com a reforma, muita coisa mudou. Em primeiro lugar, a aparência da escola ficou bem mais bonita, como pode ser visto na imagem abaixo.

Entre as novidades, estão a criação de um espaço de convivência e um laboratório equipado com Smart TV, impressora 3D e 47 notebooks. O governador João Doria (PSDB) e o secretário da Educação, Rossieli Soares, visitaram a instituição no mês passado.

Para ouvir o melhor do sertanejo é só dar o play :

“Obras foram concluídas no final de abril e inauguração deve ocorrer no retorno das aulas presenciais“, informou o site oficial do Governo de São Paulo. As antigas estruturas da escola foram demolidas. Novas salas de aula, banheiros acessíveis, nova cantina, salas de informática e leitura e até um Centro de Ensino de Línguas (CEL) foram construídas.

A revitalização da Escola Raul Brasil tem o objetivo de proporcionar mais segurança e conforto aos alunos“Graças a diversas empresas que contribuíram ao lado do Governo do Estado e da Prefeitura de Suzano, temos uma nova Raul Brasil. Tão logo possamos ter de volta as aulas presenciais, os alunos terão uma escola totalmente recuperada”, afirmou Doria.

Veja:  Músicos em isolamento se revoltam com indústria do streaming
Copyright © Mauricio Krintchev 2020