Errou no cadastro para auxílio-emergencial? Não dá para corrigir!

Muitos leitores escreveram ao UOL relatando ter errado alguma informação ao preencher o cadastro para receber o auxílio emergencial de R$ 600, criado pelo governo para combater a crise do coronavírus. Os leitores perguntam o que devem fazer e se é possível corrigir os dados incorretos.

UOL consultou a Caixa Econômica Federal, que informou que, após os dados serem enviados, não há como corrigi-los. Veja abaixo a resposta da Caixa:

“Se você perceber o erro antes de finalizar o cadastramento, basta clicar no botão ‘Voltar’ e fazer as correções necessárias. Se você perceber o erro quando for checar as informações na tela ‘Resumo’, basta clicar no botão ‘Corrigir informações’ e fazer o ajuste necessário. Caso você já tenha enviado o cadastro não será mais possível realizar correções.”

E se a pessoa preencheu os dados incorretamente e teve o pedido negado, poderá preencher novamente o cadastro, dessa vez com os dados corretos, para solicitar novamente o auxílio? A reportagem fez esta pergunta para a Caixa, mas ainda não teve resposta.

Para ouvir o melhor do sertanejo é só dar o play :