1° casamento virtual em Minas Gerais tem noivos apaixonados e até o tradicional buquê

Um jeito diferente de casamento está tomando conta nesse período de pandemia. Minas Gerais celebrou o seu primeiro casamento virtual nesta quinta-feira, 30 de abril. Os juiz de paz Leonardo Lima, através da internet, uniu em matrimônio Welton Adriano de Souza e Heloísa Helena Coutinho.

O casal não teve direito a chuva de arroz e nem o tradicional cumprimento dos amigos e familiares, pois o casório foi realizado por meio de uma videoconferência. A cerimônia foi realizada no Cartório de Registro Civil e Notas do Barreiro, na capital mineira.

Seguindo a orientação da Corregedoria-Geral de Justiça do estado, as uniões civis serão realizadas desta forma enquanto perdurar a pandemia do novo coronavírus. Já que não é permito nenhum evento que possa aglomerar pessoas. Tudo isso faz parte do pacote de medidas para evitar a propagação da doença.

“Nossa conexão é muito forte”, disse a noiva que fazendo um trocadilho com a situação, já que o relacionamento do casal começou na internet. Ela contou que eles começaram a conversar através do Instagram e desde então não se desgrudaram mais.

A virtualidade foi a única coisa não convencional durante a celebração. Os noivos fizeram questão de manter toda tradição de um casamento normal. Heloísa se arrumou toda, com penteada, maquiagem e o tradicional vestido de noiva branco. Também não ficou de fora o belíssimo buquê. O noivo não deixou a desejar e também caprichou no visual.

Eles trocaram alianças e deram o famoso beijo do sim, arrancando risos da imprensa, única plateia que estava presente no salão do cartório.

Letícia Franco, oficial de registro do cartório, contou que não foi necessária muitas adaptações para a realização do casamento pela internet. Ela explicou que a diferença é que os noivos não assinam o livro de registros, somente o juiz e a oficial.

Para ouvir o melhor do sertanejo é só dar o play :