Dupla Terá Que Pagar Mais De R$100 Mil À Músico Após Processo Trabalhista

George Henrique e Rodrigo são mais uma dupla que está demitindo seus funcionários pela falta de shows. Dessa vez, a dupla terá que pagar mais de 100 mil reais ao percussionista da banda, referentes ao término do vínculo empregativo e às verbas rescisórias. Recentemente, a dupla se viu em uma polêmica após ter sua live sertaneja interrompida por policiais, o que os levou à lista de maiores acontecimentos bizarros nas lives.

Segundo dados do site Rota Jurídica, o músico acionou a justiça após o rompimento de seu contrato de trabalho, que durou de abril de 2019 à abril de 2020, com um pedido de acordo de reconhecimento do vínculo empregatício e pagamento de verbas rescisórias, que são obrigatórias após a rescisão de qualquer trabalho registrado.

A audiência aconteceu por videoconferência no último dia 8 e o acordo gerado foi de R$ 100 mil, que deverá ser pago por George Henrique e Rodrigo em uma única parcela. Segundo Maria de Fátima Jacomo, advogada da dupla, o acordo foi conversado amigavelmente entre ambos e a decisão foi tomada em ação conjunta. Maria também afirmou, durante a audiência, que a empresa dos sertanejos está fazendo todo o esforço necessário para dar dignidade e ajudar os trabalhadores até o fim da pandemia.

A advogada dos sertanejos justificou as demissões, que se deram pela falta de shows e, consequentemente, os prejuízos que os sertanejos vem sofrendo: “Do dia para a noite, a dupla não tinha mais shows a fazer e, diante deste cenário, a empresa convidou os trabalhadores para buscarem um advogado de sua confiança para entrarmos em acordo”, relatou.

George Henrique e Rodrigo vem passando por alguns perrengues desde o grave acidente de ônibus em que se envolveram. Recentemente, foram alvo de uma grande polêmica quando uma live sertaneja da dupla foi interrompida por policiais após denúncias de vizinhos por barulho excessivo.

Para ouvir o melhor do sertanejo é só dar o play :